Depois de escolher o nome da biografia, a editora Larousse acaba de definir a capa do livro “O Bispo: A História Revelada de Edir Macedo“, que vai contar a história de um dos mais polêmicos líderes religiosos e empresários do país.

A escolha foi a que, segundo a editora e autores, acharam que causaria maior impacto, mas já era prevista. Trata-se da foto de Edir Macedo lendo a Bíblia numa cela do 91º DP, Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo.

A foto foi tirada quando Macedo estava preso, em meados de 92, sob acusação de charlatanismo e curandeirismo. A imagem se tornou um dos símbolos dos fiéis da Igreja Universal e também foi usada pela crônica policial na época. O bispo acabou inocentado das acusações.

A biografia seria lançada no dia 21 de outubro, mas nesta quinta-feira a editora anunciou antecipá-la para o dia 15. A tiragem é de 700 mil exemplares –e acompanhada de um dos maiores esquemas de divulgação já feitos no mercado editorial brasileiro. Haverá um evento de lançamento em cada uma das capitais do país.

Escrito por Douglas Tavolaro (diretor de Jornalismo da Record) e a jornalista Cristina Lemos, a obra terá 283 páginas. Foram realizadas cerca de cem entrevistas durante 14 meses de preparação.

Prato frio

Macedo jamais perdoou a Globo pela forma com que cobriu o caso de sua prisão, em 92. Mas a revolta completa ocorreu quando a concorrente lançou minissérie ‘Decadência’, que a Globo colocou no ar em 95. A trama contava a história de um bispo evangélico desonesto e ganancioso, interpretado por Edson Celulari.

Na estréia da Record News, na semana passada, Macedo disse que a forma de vencer o monopólio da Globo (na mídia) será “cutucar o fígado até ela cair”.

Fonte: Folha Online