O presidente emérito do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Cardeal Roger Etchegaray, encontra-se na Rússia, a convite da Conferência Episcopal local, por ocasião do 10° aniversário da consagração da Catedral da Transfiguração, em Novosibirsk.

Ao passar pela capital russa, o purpurado foi recebido ontem, terça-feira, pelo patriarca ortodoxo de Moscou e de todas as Rússias, Aleksej II, ao qual entregou uma mensagem e um presente pessoal de Bento XVI. O cardeal francês foi fraternalmente recebido por Aleksej II. Por sua vez, o patriarca de Moscou apreciou o gesto do Papa e entregou, em mãos, uma sua carta escrita ao Cardeal Etchegaray, como resposta à mensagem do Santo Padre.

O purpurado declarou às agências de notícias russas que está trabalhando sobre a possibilidade de um encontro entre Bento XVI e o patriarca da Igreja ortodoxa russa, Aleksej II.

Segundo a agência russa Interfax, após o encontro com o Cardeal Etchegaray, o Patriarca Aleksej II fez a seguinte declaração: “Estamos nos encaminhando para este objetivo. Nossos passos se aceleram, mas não podemos forçar a situação. Pensamos a um eventual encontro, desde que se realize num clima de sinceridade e verdade. Quando existirem essas condições, o encontro acontecerá”.

O Cardeal Etchegaray fez votos de que se realize um diálogo profundo entre católicos e ortodoxos, e o encontro entre o Patriarca Aleksej II e o Santo Padre deverá ser expressão máxima de tal diálogo. O Patriarca Aleksej II afirmou que “nos últimos tempos aumentaram os esforços por uma maior aproximação e melhor interação entre as duas Igrejas”.

O encontro entre Bento XVI e o patriarca da Igreja ortodoxa russa, Aleksej II, poderá ser uma etapa histórica no processo de aproximação entre ortodoxos e católicos. “Talvez o encontro possa se realizar em 2008, mas somos cautelosos em indicar datas” _ sublinhou o purpurado.

Um encontro entre Aleksej II e João Paulo II tinha sido pensado várias vezes, mas nunca foi possível realizá-lo.

Fonte: Rádio Vaticano