Para se ter uma idéia do volume de trabalho, a Casa Publicadora Brasileira, uma das editoras pertencentes à Igreja Adventista do Sétimo Dia, consumiu em 2008 cerca de 500 toneladas de papel por mês. Esse volume foi empregado em mais de mil títulos para o mercado editorial, entre temas religiosos, saúde e família e revistas infantis, além de livros didáticos.

Fundada em 1900 no Rio de Janeiro, a Casa Publicadora se mudou para Tatuí, interior de São Paulo, em 1985, numa área construída de 18 mil metros quadrados e emprega cerca de 420 funcionários.

Em março deste ano, a gráfica instalou uma Heidelberg Stahlfolder KH 78 motorizada, equipada com alimentador contínuo, estação de prensagem e saída vertical, opcionais que aumentam ainda mais a produtividade da máquina. “Esta dobradeira foi o melhor custo-benefício que encontramos para a nossa necessidade. Além de produtiva, ela tem acerto rápido e possibilita trocas rápidas de trabalho”, diz Reisner Martins, gerente de produção da gráfica.

A dobradeira ainda tem uma estação de dobra cruzada extra que pode ser colocada na máquina quando necessário. Com esta outra estação, é possível fazer a dobra para cima ou para baixo conforme a necessidade do trabalho. “Trabalhamos com impressoras rotativas e planas e, independente de como a imposição de páginas é feita, podemos fazer as dobras que precisamos com facilidade”, diz Reisner.

Desde que o equipamento entrou em funcionamento, no final de março deste ano, a gráfica já notou as vantagens da alta produtividade e do rápido acerto para agilizar ainda mais o acabamentos de seus trabalhos. Além disso, assim que a dobradeira foi instalada os funcionários receberam treinamento dado por um especialista da Heidelberg na própria máquina. Como parte do aprendizado, os funcionários anotam as dúvidas que ocorrem no dia a dia e algumas semanas depois, quando o instrutor volta para um curso mais avançado, eles tiram essas dúvidas.

“Temos uma confiança muito grande na marca e, com a compra da Stahlfolder KH 78, estendemos a parceria que temos com a Heidelberg na área de impressão também para a área de acabamento. Nossa expectativa em relação ao desempenho dela é a melhor possível”, finaliza Reisner.

Fonte: Fator Brasil