O casamento de dois macacos atraiu 3 mil pessoas na região de Ghanteswara, próxima da capital do estado de Orissa, no leste da Índia.

A multidão presente na cerimônia, realizada na última quinta-feira, foi recebida com um banquete de arroz, lentilhas, verduras, peixe e doces.

Além disso, o casal recebeu vários presentes dos convidados, inclusive um colar de ouro para a noiva, dado por um comerciante da região.

“Foi uma experiência única para mim”, disse o padre que realizou a cerimônia, Daitari Dash. “Foi a primeira vez que conduzi um casamento entre dois animais, mas segui todos os rituais como eu faço em casamentos entre humanos”, contou.

Os “noivos” haviam sido criados por duas famílias diferentes como animais de estimação. Eles eram mantidos presos por correntes antes do casamento, mas foram soltos depois da cerimônia.

Os macacos são considerados sagrados na religião hindu e por isso, o casamento entre os animais é visto como um evento espiritual que traz benefícios para a comunidade. Apesar disso, os donos dos “noivos” afirmaram que os tratavam apenas como animais domésticos e que a decisão de casar os macacos é fruto apenas do afeto que sentiam pelos animais.

Noivos

A “noiva” Jhumuri estava vestida com um longo sari vermelho de cinco metros e foi preparada com pasta de sândalo, como se faz com as noivas humanas.

Já o “noivo”, Manu, foi levado ao templo em uma procissão na companhia de centenas de animados espectadores. A procissão contou com música, fogos de artifício e danças.

As mulheres receberam o noivo com uivos sincronizados – típicos no casamento hindu – enquanto sacerdotes cantavam hinos sagrados.

“Senti como se minha própria filha estivesse casando. Não acredito que ela não estará mais com a gente”, disse Mamina, que cuidava da macaca Jhumuri.

Fonte: BBC Brasil