A Conferência Mundial Metodista, reunido de 20 a 24 de julho, deverá aprovar a adesão da Igreja à Declaração conjunta católico-luterana sobre a Doutrina da Justificação, de 1999, dando assim um passo significativo nas relações com a Igreja Católica.

O presidente do Conselho Pontifício para a promoção da unidade dos cristãos, Cardeal Walter Kasper, e o secretário-geral da Federação Luterana Mundial, Ismael Noko, vão marcar presença no ato em que a referida Declaração será estendida ao Metodismo.

O Cardeal Kasper preside, desde ontem, um seminário sobre o ecumenismo, organizado conjuntamente pelo seu Dicastério, pelo secretariado para as questões ecumênicas e inter-religiosas das Conferências Episcopais da África e pela Conferência Episcopal da Coréia. A iniciativa tem como tema “a busca da unidade dos cristãs: onde estamos juntos hoje”.

Segundo comunicado oficial da Santa Sé, a escolha da data foi feita de modo a que coincidisse com a Conferência Mundial Metodista, que só acontece de 8 em 8 anos, reunindo cristãos pertencentes à tradição de Wesley.

Fonte: Agencia Ecclesia