Militantes católicos lançaram ontem coquetéis molotov, fogos de artifício e outros artefatos explosivos contra a polícia da Irlanda do Norte, num fracassado esforço para evitar que uma marcha protestante passasse pelo dividido lado norte de Belfast.

Jovens mascarados nos telhados de lojas lançaram vários objetos contra a linhas policiais. Mais de cem policiais avançaram pela multidão com escudos e cacetetes e três canhões de água expulsaram os manifestantes para ruas laterais, abrindo caminho para a marcha de cerca de mil protestantes da Ordem Laranja. Vários manifestantes e pelo menos um policial ficaram feridos.

As marchas, durante as quais se apresentam bandas de flautas e tambores que tocam uma mistura de música gospel e sectária, são odiadas pela minoria católica, que vê a tradição como ofensiva e intimidatória. As marchas protestantes e a hostilidade católica a elas inspiraram os derramamentos de sangue na Irlanda do Norte entre o final da década de 1960 até meados dos anos 1990, quando um cessar-fogo paramilitar foi decretado após mais de 3.600 mortes.

Embora os homens da Ordem Laranja estejam tentando modernizar sua imagem como menos anticatólicos, as marchas deste ano em 18 cidades apresentaram um ressurgimento das paixões sectárias nas últimas semanas, com extremistas dos dois lados promovendo atos de vandalismo contra as casas, igrejas e locais comunitários do lado oposto. Várias das marchas incluem animadores de circo e carros alegóricos com temas históricos, e os integrantes da Ordem Laranja designaram funcionários para receber turistas nos locais das marchas.

Fonte: Paraná online