Bandeira da China
Bandeira da China

A partir de 1 de outubro de 2017, os mais de 730 milhões de usuários de internet na China não poderão mais fazer comentários on-line anônimos. O que significa que será obrigatório informar a verdadeira identidade. As novas regras para comentários nas redes sociais foram anunciadas no fim de agosto pela Administração do Ciberespaço da China.

Também foram publicados uma série de relatórios que apontam para a crescente promoção dos doze valores essenciais do socialismo. Esse caminho adotado pelo governo inclui uma nova série de livros didáticos para os alunos do ensino fundamental e médio. A nova série deve ser introduzida totalmente até 2019.

Thomas Muller, um analista de perseguição, comenta: “Essas novas regras não são uma surpresa, já que o governo vem tentando restringir o uso da internet e redes sociais nos últimos meses”. Ele afirma que a decisão confirma a direção do governo de começar a educar as novas gerações nos valores socialistas de forma mais sistemática. “É provável que esse treinamento ideológico desde cedo coloque as famílias cristãs sob pressão”, analisa.

Fonte: Missão Portas Abertas