Chris Duran no programa Promessas 2018
Chris Duran no programa Promessas 2018

O cantor francês Chris Durán contou sobre a transformação de sua vida e carreira em participação no programa Promessas, exibido pelo G1 na última quinta-feira (14).

Conhecido como ex-galã do pop romântico, o cantor já fez parte de trilhas sonoras de novelas e lotou estádios de futebol como o Bombonera, em Buenos Aires, na década de 90. No entanto, ele reverteu valores importantes diante da fama e do dinheiro.

“Quando você chega no topo de uma carreira internacional, muito jovem, não é uma vida em que se possa encontrar o equilíbrio e a realidade”, disse Chris Durán.

Chris começou sua carreira na Espanha, mas passou a viver em Miami, nos Estados Unidos, após fechar contrato com uma gravadora para seu primeiro álbum.

“Diante de milhares de pessoas que falam que você é o máximo, que você é demais; se você não tiver equilíbrio e princípios familiares, você começa a pirar e a acreditar nisso que as pessoas estão falando”, ele observa.

“Mesmo assim, existia dentro de mim um vazio existencial que eu não conseguia entender. Inclusive muitos cantores famosos procuram preenchê-lo com as drogas, como foi o caso da cantora Amy Winehouse”, acrescenta o cantor. “Mas somente em Jesus consegui preencher o meu vazio existencial”.

O único contato que Chris tinha com Deus era através do catolicismo, onde chegou a atuar como coroinha, mesmo sem conhecer a Bíblia. Sua experiência mais profunda com a fé aconteceu em uma pequena igreja evangélica nos EUA.

“Na frente da minha casa em Miami tinha uma igrejinha e, quando eu entrei, foi algo que não consigo explicar. Comecei a chorar muito e vi que as pessoas lá não estavam nem aí para me pedir autógrafo. Senti uma atmosfera diferente, senti a presença de Deus muito forte e comecei a ter muita sede por conhecer melhor a Deus e ler a Bíblia”, o cantor relata.

Chris conta que aprendeu a falar português lendo a Bíblia. “No meu caso, a conversão foi muito verdadeira, eu não mudei apenas de estilo musical, eu mudei a mensagem. Não é apenas falar de Jesus, é viver Jesus”, destaca.

Depois de viver uma grande mudança, Chris mudou conceitos até mesmo em relação à música. “Cantar gospel, qualquer um pode cantar, mesmo não sendo cristão, como ocorre nos Estados Unidos. Hoje acredito que a música precisa ter o sopro divino que é a presença de Deus que transforma vidas”.

Depois de dar fim à carreira romântica, Chris disse que encontrou “refúgio em Deus e no Brasil”. “As fãs não queriam que eu abandonasse a carreira, me mandavam e-mails, mas eu já estava decidido. E após essa guerra, tive a oportunidade de conhecer minha linda esposa”.

Fonte: Guia-me