Big Bang, seleção natural, evolucionismo, conceitos muito difundidos no meio científico internacional, seriam idéias falsas e ultrapassadas. A afirmação é do conferencista norte-americano Grady Mc Murdry, mestre em ciências pela Universidade do Estado de Nova York.

Ele está em Bauru desde quinta-feira, para realizar uma série de palestras sobre temas como a idade da terra, dinossauros, a Bíblia, registro fóssil, etc. Mc Murdry é inimigo declarado das teorias evolucionistas, as quais classifica como pseudociências.

“O que os defensores dessa doutrina querem é convencer as pessoas de que o universo não foi criado todo de uma vez, perfeito e acabado, mas sim que evoluiu de estruturas simples para outras mais complexas. Isso é uma loucura, sem base metodológica alguma”, ataca.

Mc Murdry qualifica da teoria do Big Bang como um “antigo conceito, que há muito tempo já está superado”. Ele também não suporta ouvir falar no cientista inglês Charles Darwin, morto em 1882 e autor da famosa teoria da seleção natural.

Mc Murdry, que reconhece ter sido defensor no evolucionismo na juventude, hoje é cristão evangélico e adepto do criacionismo. “É que fui doutrinado durante toda minha infância, por isso não era capaz de enxergar a verdade científica”, conta.

A “verdade científica” de Mc Murdry, ou criacionismo, é uma concepção que predominou no pensamento ocidental até o século 18. De acordo com a doutrina, a vida, o planeta, enfim, todo o universo, teriam sido criados ao mesmo tempo, em sua forma acabada, por um ato divino.

Nos séculos seguintes, a teoria perdeu espaço para as idéias evolucionistas. Hoje em dia, a tese está restrita principalmente aos meios religiosos. Mc Murdry, que também é líder religioso da igreja New Life Church, espera que sua visita ajude a difundir criacionismo.

“Nas escolas, só ensinam evolucionismo, porque é uma tese popular e fácil de ser aceita pelos que não conhecem as verdades científicas”, coloca. Mc Mudry já ministrou duas palestras em Bauru. Amanhã, ele participa de uma café da com pastores evangélicos, na parte da manhã.

Haverá também palestras à tarde e à noite, tanto no sábado quanto no domingo, em igrejas evangélicas da cidade. Durante os eventos, Mc Murdry tentará convencer o público de que relatos bíblicos como o Adão e Eva ou o Dilúvio Universal podem ser comprovados cientificamente.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru