A pré-candidata democrata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton relançou nesta terça-feira a polêmica sobre o pastor de seu adversário Barack Obama.

“A julgar por tudo que vimos e escutamos (Jeremiah Wright) ele não seria o meu pastor”, disse Clinton durante uma entrevista coletiva em Greensburg (Pensilvânia).

“Não temos opções quando se trata de nossa família, mas temos quando se trata do pastor e da igreja que frequentamos”, destacou Hillary Clinton.

As redes de televisão dos EUA divulgaram há alguns dias fragmentos dos polêmicos sermões do pastor Jeremiah Wright, que afirma que o “terrorismo” americano foi o responsável pelos ataques do 11 de Setembro.

O pastor diz ainda que os negros americanos deveriam dizer “que Deus amaldiçoe os Estados Unidos” ao invés de que “Deus abençoe os Estados Unidos”, frase famosa no país.

Fonte: AFP