Documento tem como objetivo levar cristãos conscientes às urnas. Material foi divulgado nesta quinta-feira (8) na 52ª Assembleia dos Bispos.

As eleições de outubro foram tema da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Uma mensagem para o pleito deste ano foi divulgada nesta quinta-feira (8), penúltimo dia do encontro em Aparecida(SP).

O documento, que segundo a Igreja deve servir como reflexão para inspirar a elaboração de outros materiais nas dioceses, tem como objetivo levar às urnas cristãos conscientes do voto. Esse é um dos pilares da mensagem, que trata ainda dos candidatos e propostas.

O material foi entregue aos 350 bispos participantes do evento – considerado o maior encontro anual de lideranças católicas. Nas eleições de 2012, para prefeitos e vereadores, a CNBB também divulgou uma nota em que propunha o voto consciente e limpo.

As eleições de outubro vão escolher presidente, governador, deputado estadual e federal. O bispo auxiliar de Curitiba, Dom Joaquim Giovanni Mol, disse que a CNBB quer que os cristãos saibam escolher os candidatos como forma de melhorar o país. “Devemos escolher pessoas dignas, pessoas de princípios e valores.

O eleitor deve saber o que seu candidato defende e pensa sobre os assuntos da vida e uma história que confirme seus princípios”, disse em entrevista coletiva. O texto não traz indicação de nomes, nem de partidos.

A igreja destacou ainda a importância de eleger políticos que se comprometam com a realização de uma reforma política e outras reformas como educacional, tributária e fiscal.

[b]Copa[/b]

Durante os 9 dias de Assembleia dos Bispos, a Copa do Mundo 2014, que será realizada no Brasil, também foi tema do encontro.

A CNBB lançou nesta terça-feira (6) a campanha ‘Copa do Mundo Dignidade e Paz’ e vai distribuir folderes nas cidades sede dos jogos orientando a recepção dos turistas e alertando para questões como o trabalho escravo, o tráfico humano e a exploração sexual. O material será distribuído em versões em português, espanhol e inglês.

No material a igreja expressa ainda a preocupação com a exclusão de cidadãos nos processos decisórios sobre as obras que foram realizadas para o evento.

O folder contém ainda a identificação das principais igrejas e santuários das cidades,que celebram missas em outros idiomas para mostrar ao turista a presença da Igreja Católica no Brasil.

[b]Fonte: G1[/b]