A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou preocupação nesta quarta-feira com uma eventual “apatia” da população com relação à política após a absolvição do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acusado de ter despesas pessoais pagas por um lobista.

“Esse processo foi muito desgastante, e quando há um grande desgaste todos (os políticos) são nivelados por baixo. Isso é ruim”, disse à Reuters por telefone o secretário-geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa.

“O que eu espero é que essa avalanche de pizzas, de CPIs, que assolam o país envolvendo os três poderes, não tenha provocado uma apatia e uma indiferença do povo para com a coisa pública”, completou o religioso.

Para dom Dimas, outra questão preocupante é a da imunidade que privilegia a classe política.

“No que tange à vida política, tem um tema que eu acho que tem que se aprofundar muito que é a imunidade. O sujeito pode fazer tudo? Até que ponto vai essa imunidade? A própria questão do foro privilegiado tem de ser avaliada”, defendeu dom Dimas.

“Eu continuo acreditando nas nossas instituições. Eu sinto que as urnas no ano que vem é que poderão dar a resposta”, disse, numa referência às eleições municipais marcadas para 2008.

Fonte: Reuters