Foi com muita tristeza que soube da notícia do falecimento de Moysés Malafaia, um dos líderes do Projeto Vida Nova do Irajá. O Pr. Moysés, possuidor de uma energia impressionante, tinha apenas 40 anos.

Sempre é triste quando alguém tão jovem assim perde a vida, ainda mais uma pessoa como Moysés, que ainda tinha tanto para acrescentar a musica cristã brasileira.

O Projeto Vida Nova do Irajá iniciou seus trabalhos no final dos anos 80, a partir de uma visão do Pr. Ezequiel Teixeira, que ainda hoje continua á frente dos diversos ministérios ligados ao projeto. As primeiras reuniões, de caráter interdenominacional e evangelístico, logo foram crescendo e em pouco tempo o projeto partiu para a compra de uma sede fixa, um galpão anteriormente usado por um grupo de pagode.

Com seus componentes advindos de diversas denominações, o projeto Vida Nova do Irajá agregou varias tendências teológicas e estilos de culto e começou a desenvolver uma linha própria de liturgia e mais especificamente de louvor e adoração.

O chamado “louvor profético” logo se tornou bastante associado ao projeto e se disseminou por todo o país, influenciando igrejas de todas as denominações e se tornando referência musical para os jovens evangélicos dos anos 90.

O Pr. Moysés se tornou a própria face do projeto, no tocante à musica de louvor e adoração. Figura extremamente carismática, conquistava a todos com sua vibração e dinamismo. Ver o Pr. Moysés dirigindo louvor congregacional era uma experiência impressionante; não havia como deixar de ser contagiado pela sua energia e voz de comando. Um autêntico líder que conseguia ter a congregação, por maior que fosse, totalmente sob seu controle e levá-la, não a um mero “ôba-ôba” sem profundidade, mas a uma adoração genuína.

Conheci Moysés Malafaia em Recife a alguns anos atrás, e voltei a encontrá-lo Brasil à fora em algumas outras ocasiões, ainda que apenas brevemente. Mesmo assim ele sempre se mostrou extremamente simpático e generoso e bastante compromissado com o Reino de Deus. A musica do projeto Vida Nova sempre foi caracterizada pela espontaneidade, alegria e vibração, e por usar os mais diversos ritmos e estilos musicais com liberdade e animação.

Nas vezes em que presenciei o Pr. Moysés à frente da banda, notei uma preocupação muito grande da parte dele em não deixar que o evento se tornasse uma apresentação musical simples e puramente, ou mesmo um show; Moysés Malafaia tinha um coração de adorador, acima de tudo. Coração esse, que deixou de bater semana passada, logo após a ministração de sua última mensagem, lá mesmo, na sede do projeto Vida Nova do Irajá, que ele tanto amava.

Mas, seu legado, através de suas musicas e dos Cd’s gravados e principalmente seu exemplo ficará entre nós para sempre. Que Deus possa levantar muitos outros músicos como Moysés, com coração de adorador e “cara-de-leão”.

Um abraço,

Leon Neto

Leia a notícia sobre a morte do pastor Moyses Malafaia. [url=http://www.folhagospel.com/site/html/modules/news/article.php?storyid=3657]Clique aqui[/url]