Dentro, fora, embaixo da minha pele
amor infinito que não sei onde começa
Não sei onde termina, não sei a sua altura
Não sei a sua profundidade, não sei o seu tamanho
Fora, dentro, ao redor do mundo
amor infinito me envolve como uma nuvem
Te sinto na frente, te sinto atrás
Te sinto acima, e te sinto ao lado

E você, está sobre mim, está sobre mim
Tua bandeira está sobre mim, Te dou tudo porque
Você ainda me cativa, me fascina
Você ainda me cativa, me satura.

Inside Outside – Delirious

“Disse Jesus: Nem eu também te condeno. Vai, e não peques mais” (João 8:11b).
Nem em pensamento insulte o rei! Nem mesmo em seu quarto amaldiçoe o rico! Porque uma ave do céu poderá levar as suas palavras, e seres alados poderão divulgar o que você disser” (Ec 10:20).

A frase que o Senhor Jesus Cristo falou para Maria Madalena ecoa até hoje. Personagem que, até algum tempo, era visto com maus olhos pelos cristãos, mesmo sabendo-se de sua regeneração genuína, fruto de seu encontro pessoal e marcante com Jesus, tem sido agora alvo de estudos.

Muitos filmes recentemente retrataram a participação de Maria Madalena no ministério do Senhor Jesus, chegando a ser distorcido pela empresa cinematográfica internacional.

Mas o que queremos abordar é a situação anterior e posterior de sua vida. Dentro e fora, depois deste encontro com Jesus.

Quando nos vemos cometendo erros que nossos antepassados também cometeram, podemos sentir vergonha, remorso, culpa, arrependimento ou não sentir nada, como diz a Palavra: “O caminho da mulher adúltera é assim: ela come, depois limpa a sua boca e diz: Não fiz nada de mal!” (Pv 30:20).

Não basta apenas crer na Palavra, mas é preciso dar todo crédito na Palavra, crendo que é o poder de Deus para salvar, guiar e fazer feliz todo filho de Deus (Sl 1:3).

Não há felicidade sem amor a Cristo (que é a Palavra que se tornou carne). Tenho que crer naquilo que ela condena, tenho que crer naquilo que ela diz que é pecado, tenho que crer naquilo que ela diz que é verdade. Esta tem que ser minha verdade.

Isto não é alienação em tempos pós-modernos. Isto é unção. É viver na Verdade. É ter a mente de Cristo. É provar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus constantemente. É ter a perfeita felicidade. É ser preservado de todo mal, como diz a oração de Jabez (I Cr 4:10).

É viver debaixo das asas de Deus, habitar no esconderijo do Altíssimo. É poder olhar para céu e saber que Deus está sorrindo para mim.

É viver sabendo que venha o que vier, estou debaixo da promessa de Deus, declarada em Sua Palavra, tendo a certeza de que meu final será melhor que meu início, que a glória da segunda casa será maior que a da primeira e que meus inimigos verão a mesa farta preparada pelo Senhor para mim.

“E Jesus, tendo ouvido isso, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médicos, mas sim os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores” (Mc 2: 17).

DEUS NOS PROSPERE EM TUDO

Manoel Valentim