O coordenador do programa de Documentação para a Incidência Política da Comissão de Restauração, Vida e Paz (CRVP) do Conselho Evangélico da Colômbia (Cedecol), Pedro Acosta, afirmou que no último mês três pastores foram assassinados no país, dois deles na região do Caribe e o terceiro em Buenaventura, na costa do Pacífico.

“Creio que devem ser tomadas medidas de prevenção e de segurança para evitar vítimas deste flagelo que atinge a igreja”, disse o pastor Acosta na reunião da CRVP, reunida nesta capital.

Acosta adiantou que em breve será divulgado documento que realta o sofrimento da Igreja no país, depois de coletarem registros de violações aos direitos humanos.

É importante que o governo intervenha no assunto em termos de proteção às comunidades e às vítimas, e que sejam investigados os casos impetrados por guerrilhas e grupos paramilitares que ainda continuam existindo, e também daqueles cometidos pela força pública, frisou Jenny Neme, diretora do Centro para Conciliação, Paz e Ação Não-Violenta (Justapaz). “Pedimos que se faça justiça e que se tenham garantias verdadeiras para a verdade, para a justiça e a reparação”, finalizou.

Fonte: ALC