O candidato da coligação Compromisso com Cuiabá (PR-PT-PMDB-PTC-PSC) a prefeito, Mauro Mendes (PR), reafirmou a proposta de fazer uma administração pública com a participação efetiva das igrejas e da sociedade civil organizada, nos projetos de assistência social, a fim de fazer face ao descaso com que o atual prefeito, Wilson Santos (PR), vem tratando o setor, nos últimos quatro anos.

“Queremos aproveitar a experiência que esses dois segmentos da sociedade têm nos trabalhos de assistência prestada aos menos favorecidos pela sorte para, juntos, resgatarmos a área social em Cuiabá”, disse Mauro Mendes, durante encontro com cerca de 400 membros de igrejas evangélicas do bairro Planalto e região. A reunião, promovida pelo pastor Erlan Pereira, candidato a vereador pelo PMDB, no Centro de Eventos do bairro, foi mais uma oportunidade para o candidato a prefeito expor seu Plano de Governo e para reforçar o apoio da comunidade evangélica da Capital ao seu nome.

Ao apresentar Mauro Mendes aos fiéis, o pastor Erlan citou o diferencial do candidato republicano em relação aos demais postulantes ao cargo de prefeito: “Ele [Mauro Mendes] é competente como administrador, é sério e, acima de tudo, se propõe a aplicar corretamente o dinheiro público”. O líder religioso condenou os atuais gestores públicos pela omissão e a falta de compromisso com os cidadãos, sugerindo a Mauro Mendes que, ao assumir a Prefeitura, também dê prioridade a programas de qualificação, sobretudo, para milhares de jovens que, há anos, estão em busca de oportunidades, mas não têm nenhum apoio do Poder Público na Capital.

Lembrando que, desde o começo de julho, faz uma campanha sem mentiras, Mauro Mendes reafirmou o compromisso de priorizar setores essenciais, como a assistência social, a infra-estrutura básica, o saneamento básico, o desenvolvimento econômico, a Saúde, a Educação e o Transporte. “No nosso Governo, vamos buscar parcerias com os Governos Estadual e Federal, que têm projetos para ajudar a Municipalidade. Basta o gestor municipal ter visão, força de vontade e interesse em servir aos cidadãos”, disse, ao lembrar que o atual prefeito tem sido incapaz, até mesmo, de executar projetos estaduais e federais, que já estão prontos e com os recursos financeiros assegurados.

“Para alcançarmos os objetivos de fazer uma Cuiabá melhor, escolhemos os caminhos do desenvolvimento, da igualdade e de justiça social. Não concordamos com práticas políticas do passado. Queremos e iremos estabelecer uma nova maneira de governar para o bem comum, tendo sempre em mente a disposição em auxiliar e levar o conforto aos que estão sofrendo pelo abandono do Poder Público”, disse Mauro Mendes, em sua mensagem aos evangélicos do bairro Planalto.

CRESCIMENTO – O apoio da comunidade evangélica de Cuiabá à candidatura de Mauro Mendes a prefeito tem apresentado um crescimento bastante significativo, nos últimos dias. No final do mês de agosto, por exemplo, mais de 300 pastores das igrejas evangélicas de Cuiabá se engajaram formalmente na candidatura do republicano. No dia 30, no CPA, mais de 600 evangélicos presentes num encontro derramaram suas benções sobre Mauro Mendes, que reconheceu a importância do trabalho social desenvolvido pelo segmento evangélico na Capital e adiantou a formação de parcerias com as igrejas.

No projeto da campanha eleitoral da coligação Compromisso com Cuiabá, por sinal, foi instituída a Coordenação Evangélica, com o objetivo de estimular a participação do segmento na elaboração de propostas para a nova gestão municipal. Diversas igrejas evangélicas já desempenham, hoje, trabalhos na área social.

No começo de setembro, em um novo gesto de apoio da comunidade evangélica de Cuiabá, pastores da Igreja Assembléia de Deus aderiram, oficialmente, à candidatura de Mauro Mendes. A adesão foi manifestada por 60 pastores e presbíteros da Assembléia de Deus, liderados pelo presidente da Convenção de Ministros da Assembléia de Deus em Mato Grosso, pastor Sebastião Rodrigues de Souza.

A história de vida e de vitória pessoal de Mauro Mendes, a sua origem humilde e o respaldo pessoal do governador Blairo Maggi (PR), conforme os próprios pastores, são quesitos decisivos para o engajamento desse segmento religioso no projeto político-eleitoral que visa à numa nova gestão administração da Capital mato-grossense.

Fonte: O Documento