Um foco de violência entre cristãos e muçulmanos na cidade de Jos, no norte da Nigéria, deixou um número ainda indeterminado de mortos e feridos, informaram as autoridades.

Os confrontos tiveram início quando um cristão dono de um terreno em um bairro muçulmano de Jos quis erguer ali uma construção, segundo a Polícia.

Um grupo de moradores, supostamente muçulmanos, tentou impedi-lo, o que provocou enfrentamentos que se estenderam rapidamente para outras áreas da cidade, segundo as autoridades.

Ainda não se sabe o número de mortos e feridos, mas as autoridades temem que sejam elevados. Há na região muitos incêndios e muitas pessoas feridas foram levadas para hospitais da cidade.

O porta-voz da Polícia local, Mohammed Yerima, pediu “calma” e disse que “qualquer pessoa que queira fazer justiça com as próprias mãos será tratada em consequência”.

Em dezembro, confrontos religiosos na cidade de Bauchi, também no norte da Nigéria, deixaram 39 pessoas mortos.

Em Jos, onde a maioria da população é muçulmana, já ocorreram graves distúrbios de cunho político e religioso nos anos de 2001, 2004 e 2008.

Fonte: EFE