No dia 31 de agosto, muitas casas foram incendiadas por tribos que protestavam contra a aprovação da Inner Line Permit (ILC – Permissão de Tráfego Interno), um documento oficial para viagens, emitido pelo governo da Índia, com o qual o cidadão recebe liberdade para trafegar em áreas protegidas, dentro do país, por tempo determinado. Hoje em dia, o impedimento de circular em alguns estados, se dá por conta da proteção de culturas tribais no nordeste indiano.

[img align=left width=300]https://www.portasabertas.org.br/images/1120054/03_Myanmar_0310104998_(2).jpg[/img]Segundo o site de notícias The Indian Express, os povos indígenas estão sendo atacados por estranhos. Após a aprovação do ILC, houve uma grande manifestação das tribos, ocasião em que 4 legisladores foram mortos e 20 pessoas ficaram feridas.

Fontes locais dizem que a polícia abriu fogo contra as tribos, em retaliação, e dois civis foram mortos. Jonas e Michael, dois trabalhadores cristãos, que estavam presentes na hora do confronto, comentaram: “As coisas estão piorando a cada dia, e se continuar assim, haverá tensão na fronteira entre Mianmar e Índia, ampliando o conflito entre os hindus e as minorias de cristãos e indígenas. O resultado será perseguição e derramamento de sangue. Que Deus nos ajude”.

[b]Fonte: Portas Abertas Internacional[/b]