Representantes da Igreja Batista do estado da Carolina do Norte, nos EUA, resolveram expulsar da congregação um templo que recebe gays e lésbicas de portas abertas. A igreja fica na cidade de Charlotte e tem cerca de 2 mil membros.

No ano passado, a Convenção Batista estadual decidiu que homossexuais seriam bem-vindos em suas igrejas, contanto que se arrependessem e “mudassem de vida”.

Nancy Walker, membro do quadro de diáconos do templo de Charlotte e assumidamente lésbica, tentou convencer o conselho a “abrir o coração a todos que adoram a Deus”.

Já o presidente da Convenção Batista convenceu os 3 mil delegados a votarem pelo desligamento da filial afirmando que a Bíblia classifica a homossexualidade como um pecado e que a igreja deve tratá-la como tal.

Fonte: Mix Brasil