O congresso contará entre os relatores com psicólogos, juristas e teólogos de distintas partes do mundo.

A Pontifícia Universidade Gregoriana, em colaboração com vários dicastérios do Vaticano, promove um congresso para analisar o problema dos abusos sexuais cometidos por alguns membros do clero contra menores, a ser realizado no mês de fevereiro de 2012 sob o título “Para a cura e a renovação”.

O simpósio está dirigido aos bispos das diversas conferências episcopais do mundo e aos superiores de todas as ordens religiosas e tem como objetivo ajudar os prelados a “responderem adequadamente ao pedido da Congregação para a Doutrina da Fé de preparar diretivas eficazes para tratar possíveis casos de abusos sexuais”, conforme informou a Sala de Imprensa da Santa Sé em um comunicado.

O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal William Llevada, enviou uma carta circular a todas as conferências episcopais do mundo, na qual exorta os bispos a redigirem um documento que indique o procedimento que seguirá a autoridade eclesiástica nos casos de abusos sexuais perpetrados por membros da Igreja, e que deverá ser enviado ao Vaticano antes de maio de 2012.

Para a redação deste documento e para confrontar os casos de abusos sexuais dentro da Igreja, o Prefeito do dicastério vaticano recordou alguns princípios que deviam inspirar a atuação dos bispos, como o dever de “escutar as vítimas” e colaborar com as autoridades civis, e inclusive “remeter os delitos” às autoridades competentes.

Assim, o congresso contará entre os relatores com psicólogos, juristas e teólogos de distintas partes do mundo que buscarão apresentar o modo de enfrentar o problema nas diferentes dioceses.

Entre os relatores se encontra a professora de psiquiatria da Universidade São Jorge de Londres, a baronesa Sheila Hoggins, quem falará do tema de “escutar as vítimas, edificar a credibilidade”.

Também participarão vários peritos da associação americana Virtus, que desenvolveu um programa específico nos Estados Unidos para a prevenção dos abusos sexuais contra menores.

Além disso, o congresso apresentará a constituição do novo Centro E-Learning, que estará à disposição dos responsáveis eclesiásticos para oferecer a informação e os recursos necessários para confrontar o problema da pederastia.

Este congresso será apresentado no próximo sábado, 18 de junho, na sede da Pontifícia Universidade Gregoriana em uma coletiva de imprensa que contará com a presença do promotor de justiça da Congregação para a Doutrina da Fé, Mons. Charles Scicluna e do Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi.

[b]Fonte: Rádio Vaticano[/b]