O 111° Congresso dos Estados Unidos, que assumiu em janeiro, é composto por uma maioria protestante (54,7%), mas de diferentes denominações, refletindo o que se verifica na nação. Os católicos constituem o maior grupo religioso único no Congresso estadunidense.

Os católicos são cerca de um quarto da população adulta dos Estados Unidos e chegam a 30% em número de representantes no Legislativo.

O levantamento é do Pew Forum on Religion & Public Life, que analisou a composição dos integrantes da Câmara e do Senado dos Estados Unidos quanto à sua origem religiosa.

O Pew Fórum alerta, contudo, que “a probabilidade é muito maior que os membros do Congresso afirmem ser afiliados a uma religião em particular do que a média da população”.

Da composição protestante do Congresso, os batistas estão abaixo da média nacional, enquanto os episcopais, os metodistas e os presbiterianos estão acima da média, quando comparada a representatividade legislativa com o número de membros em relação à população nacional.

Os judeus, que são apenas 1,7% da população adulta dos Estados Unidos, têm uma representação de 8,4% no Congresso, que conta, ainda com dois muçulmanos e dois budistas. Esses dois grupos estão levemente abaixo da média nacional. Nenhuma cadeira do Congresso é ocupada por um representante hindu.

De acordo com a Associação das Faculdades e Universidades Jesuítas dos Estados Unidos (AJCU, a sigla em inglês), 50 (9%) dos 535 congressistas estadunidenses foram formados em instituições da ordem.

A maioria deles (18) passou pelos bancos da Georgetown University, pelo Boston College (seis) e pelo College of the Holy Cross (quatro). Todos os ex-alunos do Boston College que hoje integram o Congresso são democratas.

Fonte: ALC