Uma tentativa de acabar com a pena de morte em Connecticut, nos Estados Unidos, teve aceitação do Senado, deixando livre o caminho para o Estado se tornar no sétimo a abolir essa punição.

Controlado pelos democratas, o Senado aprovou a medida -mesmo com a deserção de dois democratas, que uniram seus votos aos republicanos.

O próximo passo é enviar a medida para a Câmara dos Deputados, onde é esperado que passe com facilidade.

Além disso, o governador Dan Malloy já afirmou que deve assinar o documento assim que o receber.

Segundo os termos do projeto, a pena de morte deve ser substituída por prisão perpétua, sem a possibilidade de liberdade condicional.

Os 11 presos que estão esperando sua execução no Estado não poderão ser beneficiados com a medida, se ela for aprovada.

Dois dos detentos são culpados de três homicídios que têm sido alvo do debate da pena de morte no Estado.

No último ano, um par de democratas cujos votos eram vistos como cruciais se recusou a integrar o esforço contra a pena de morte enquanto um desses réus ainda esperasse sua sentença.

[b]Fonte: Folha de São Paulo[/b]