O Conselho Mundial de Igrejas (WCC) realizará um diálogo inter-religioso entre muçulmanos e cristãos em novembro deste ano numa tentativa de resolver os conflitos religiosos predominantes em países muçulmanos.

O chefe do WCC, Mathews George Chunakara, disse a Christian Today que líderes cristãos e muçulmanos se reunirão em Genebra, Suíça, para tratar de questões chave no contexto atual das relações entre os dois grupos.

“Cerca de 70 líderes de ambas as comunidades discutirão questões de interesse comuns, principalmente sobre disputas inter-religiosas e suas possíveis soluções,” diz Chunakara.

A reunião abordará os recentes ataques aos cristãos em Jos, na Nigéria, onde centenas de pessoas morreram em confrontos interétnicos.

Uma delegação chefiada por Chunakara visitou as áreas de conflitos afetadas em maio para descobrir mais sobre a situação do país.

Chunakara contou ao jornal que o “número de casos naquela região é desolador e lamentável”.

“A situação é muito patética. Estávamos muito chocados quanto à violência. Oramos para que nunca mais ocorra um incidente contra nenhuma comunidade.”

Tensões entre cristãos e muçulmanos em Jos mataram mais de 500 pessoas. Os mortos eram cristãos e membros de um grupo étnico.

Chunakara disse que a violência foi causada por um motivo religioso. “Tudo começou como um conflito tribal ou étnico.”

A delegação WCC visitou Dogonahawa e Bukuru, onde uma parte da população vive hoje.

Em Buruku, um mercado inteiro foi incendiado e centenas de casas e comércios foram destruídos.

Uma equipe fez orações no local e também manteve conversações com líderes muçulmanos locais na promoção da paz.

Chunakara diz que medidas precisam ser tomadas para que haja uma paz duradoura.

Ele diz: “O encontro de novembro é um esforço tomado para levar a mensagem de paz a outros em níveis diferentes”.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]