O diretor do Conselho Tutelar de Ecoporanga, José Maria da Silva, afirmou na tarde desta terça-feira (02) que está aguardando a lista dos alunos das cinco escolas do município com mais de 15 faltas registradas para verificar se entre os estudantes há fiéis da Tabernáculo Vitória.

Já na capital capixaba, a administração da seita tem até esta quarta-feira (03) para apresentar documentos de 68 crianças e adolescentes à Justiça. Os pais devem comprovar a freqüência escolar dos filhos e o controle de saúde.

De acordo com o diretor do Conselho Tutelar de Ecoporanga, com a lista será possível identificar se há crianças na fazenda da seita Tabernáculo, localizada no município, que não estão frequentando às aulas.

No sábado (29), o administrador da seita Tabernáculo Vitória, identificado como Israel, se apresentou ao Conselho Tutelar de Ecoporanga. Segundo José Maria, o administrador afirmou que na fazenda não havia crianças, e que, futuramente no local será construída uma escola onde os filhos dos fiéis poderão frequentar.

O administrador teve que se apresentar ao Conselho Tutelar em razão de uma denúncia de que três crianças da fazenda não estariam indo à escola. Segundo o diretor do Conselho, a denúncia não foi confirmada porque as crianças eram de outra fazenda e não moravam mais em Ecoporanga.

Com a chegada da lista dos alunos, José Maria ressaltou que vai investigar se há filhos de fiéis da seita que não estão indo à escola. Caso seja identificada a ausência, os pais serão notificados para comparecer ao Conselho Tutelar de Ecoporanga. Se for averiguada um caso mais sério de negligência, o diretor do Conselho vai encaminhar o caso ao Ministério Público Estadual.

Fonte: Gazeta Online