O Conselho Geral da Convenção Batista Brasileira (CBB) lançou nesta segunda-feira, dia 18/09, um Manifesto à Nação Brasileira.

O documento mostra a indignação dos batistas brasileiros com o atual sentimento de insegurança vivido no país, principalmente nas grandes cidades, e também contra a corrupção na política, pelo bem comum nos municípios, Estados e Federação.

A leitura do manifesto aconteceu na sede da CBB, às 15h. O diretor executivo da entidade, pastor Sócrates Oliveira de Souza, confiou ao Deputado Federal Arolde de Oliveira a leitura do documento ao Congresso Federal.

Além da leitura oficial no Congresso, o Deputado Federal Arolde de Oliveira disse que irá distribuir cópias a todos os gabinetes no Senado e no Congresso. Leia o manifesto na íntegra.

Manifesto à nação brasileira

O Conselho Geral da Convenção Batista Brasileira, reunido na cidade do Rio de Janeiro, decidiu manifestar sua indignação com o presente estado de insegurança que domina nosso país, especialmente as cidades, e a corrupção que destrói a força política pelo bem comum nos municípios, nos Estados e na Federação brasileira.

Conscientes de nossa cidadania, dever moral e espiritual, protestamos contra a prática de compras de votos, propinas e negociações superfaturadas feitas por gestores da coisa pública. Repudiamos a ação de políticos, independente de sua fé religiosa, que em vez de cumprir o mandato servindo o povo, usam do Estado para servir a interesses políticos e econômicos particulares. A corrupção impede a prevalência do salutar embate das idéias, do bom senso e da justiça.

Reconhecendo o valor da autoridade como instituição divina e a necessidade do Estado, que cuida de uma nação, devemos fazer tudo que for possível e justo para construir uma sociedade firmada nos valores éticos e espirituais, inspirados nas Sagradas Escrituras. Por isto, conclamamos o povo a defender, ética e democraticamente, o respeito à pessoa e a garantia dos direitos individuais, para a manutenção do bem coletivo.

Conclamamos o povo a condenar e evitar a corrupção nas transações pessoais e familiares, bem como nos negócios realizados nos trabalhos e instituições. Exortamos os cristãos e as igrejas a condenarem a venda ou a troca de votos em busca de benefícios e favores dos políticos.

Conclamamos o povo a votar, escolhendo pessoas de ilibada moral, experientes na prática do bem, da retidão e da justiça, que se interessam verdadeiramente pelo bem-estar do povo no Brasil. Chegou a hora de unir a força do voto consciente para lutar contra a corrupção, a impunidade e a violência que minam as riquezas e a confiança do povo no futuro do país.

Conclamamos o povo a se unir nos lares e nos templos, em orações a favor do Brasil. A gravidade do momento requer de todos que se humilhem, reconheçam os seus pecados, busquem o perdão de Deus, reparem os seus erros e vivam de maneira justa.

Só assim veremos dias melhores e deixaremos um legado de justiça, paz e prosperidade para as futuras gerações.
Rio de Janeiro, 18 de agosto de 2006

Pr. Dr. Paschoal Piragine Junior – Presidente da Convenção Batista Brasileira
Pr. Sócrates Oliveira de Souza – Diretor Executivo

Fonte: Elnet