A Conferência Episcopal Coreana apresentou os dados sobre o estado da Igreja Católica no país: aumenta o número de fiéis _ quase 10% da população, mas diminuem as vocações e a participação nas celebrações dominicais.

Com mais de 147 mil batismos realizados no ano passado, os católicos sul-coreanos representam hoje, 9,6% da população, quase cinco milhões de pessoas, e continuam aumentando. É o que mostram os dados apresentados pela Conferência Episcopal Coreana sobre o estado da Igreja.

Segundo as estatísticas, em 2006 foram celebrados 147.747 batismos, o que eleva a população católica para mais de 4,7 milhões de fiéis. Os dados representam um aumento total de 2,2% em relação ao ano procedente.

As estatísticas indicam também, um aumento no número de membros do clero, que conta 139 novos sacerdotes ou religiosos, com um total de quatro mil pessoas. Mantém-se, portanto, inalterado, o aumento das vocações à vida consagrada, que registra um índice de 4,8%, a cada ano, desde 1960.

O fluxo ascendente poderia, contudo, ser rapidamente invertido, visto que, este ano, diminuiu o número de seminaristas. Apresentando os dados estatísticos, os bispos sul-coreanos sublinharam este último aspecto e pediram orações por “uma nova messe sacerdotal”.

Fonte: Rádio Vaticano