A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia marcou para a tarde desta terça-feira (17) sua primeira reunião administrativa do ano. De acordo com informações da secretaria da comissão, deverão ser apreciados e votados requerimentos para realização de diligências e de oitivas. A reunião acontecerá a partir das 14h, na Sala 2 da Ala Nilo Coelho.

O colegiado aprovou em dezembro requerimentos para a realização de audiências no Pará e no Amazonas. Na ocasião, também foi aprovado requerimento convocando o prefeito de Coari (AM), Adail Pinheiro, acusado de abusar sexualmente de uma menina de 12 anos. Sobre o caso, devem ser ouvidos ainda, como convidados, o superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Sérgio Fontes, e a mãe da menor, Ana Célia de Souza.

Em entrevista à Rádio Senado na última semana, o senador Magno Malta (PR-ES), presidente da CPI, afirmou que a comissão tem acompanhado o trabalho do grupo de peritos que investiga 18.500 álbuns fechados do Orkut, a partir de dados entregues pelo Google à CPI, em novembro de 2008. Ele se disse confiante no resultado da perícia e na prisão de pedófilos que usam a Internet.

Os álbuns, suspeitos de divulgar pornografia infantil, foram identificados com base em denúncias feitas à Safernet Brasil. Ao lembrar lei sancionada em novembro, que criminaliza o armazenamento e a posse de material pedófilo, Magno Malta ressaltou que poderão ser expedidos mandados de prisão dos responsáveis pela divulgação de pornografia infantil nos álbuns do Orkut.

Fonte: Agência Senado