Reverendo envia comunicado falando sobre os desafios e as perspectivas das igrejas americanas com o aumento da população hispânica.

O porta-voz do Cristianismo hispânico nos Estados Unidos, Reverendo Samuel Rodriguez, disse que os povos latino-americanos serão o “salva-vidas” para o Cristianismo no país. A declaração veio a calhar com o último relatório do censo dos EUA que mostrou que a população hispânica do país é de 50 milhões de habitantes, cerca de 1 para cada 6 norte-americanos.

O comunicado divulgado pelo reverendo fala sobre o impacto, a expectativa, desafios e soluções para essa comunidade pela perspectiva da Igreja.

De acordo com ele, o coração da população da América está se movendo para o oeste, sendo “empurrados” pelos hispânicos, que compõem um número sem precedentes de 90% do crescimento total dos EUA desde 2000. E esse crescimento trás dois impactos para Igreja.

O primeiro é que “as forças das Igrejas anglo-saxônicas norte-americanas terão que expandir seu alcance em cada uma de suas comunidades.” Isso quer dizer que antes a Igreja anglo-saxã poderia sobreviver através do alcance exclusivamente ao seu próprio povo [os americanos], mas agora já não podem sobreviver apenas com eles e pregar apenas aos anglo-saxões.

O segundo impacto é que a Igreja latino-americana está experimentando o crescimento mais rápido na história de tal forma que os maiores denominações, tais como Igrejas Batistas do Sul, Assembléias de Deus, as Igrejas de Deus, Igrejas Wesleyanas, entre outras, confirmaram que seu crescimento vem através da sua Igrejas hispânicas.

“Em outras palavras, sem a população hispânica a Igreja evangélica nos EUA diminuiria,” disse o reverendo.

Rodriguez também declarou que espera que os hispânicos sejam os “salva-vidas” do movimento evangélico nos Estados Unidos.”Povos latino-americanos estarão em ascensão como o “salva-vidas no movimento evangélico nos Estados Unidos.” Ele acrescentou que “serão os porta-vozes do movimento de santidade e de justiça.”

O reverendo adianta que haverá desafios para as Igrejas evangélicas em relação aos aspectos das finanças, educação e imigração dessa população em rápido crescimento. Para ajudar nesse aspecto ele informa que as igrejas latino-americanas estão empenhadas para melhorar o nível educacional dos jovens e para isso iniciaram uma Aliança Cristã Hispânica para a educação. Esse projeto é uma aliança entre as universidades e denominações.

Sobre o aspecto financeiro, ele disse que pela primeira vez, as Igrejas evangélicas estão falando sobre educação de uma forma firme e convincente. “Elas [as Igrejas] estão ensinando aos seus membros como lidar com seu dinheiro,” conta.

Outro importante assunto para a comunidade latina dos EUA é referente ao processo de imigração, e para esse problema Rodriguez já visa uma solução.

“Estamos negociando com os líderes do Congresso, neste momento, a empurrar uma reforma da imigração de integração para incorporar os 11 milhões de pessoas de um modo muito apropriado para o nosso país.”

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]