“Pode haver alguém dentro dessa empresa que odeia o cristianismo”, sugere Wena Parry, de 75 anos.

Enquanto no Brasil colocar adesivos religiosos no carro é moda, no Reino Unido este tipo de expressão de fé não é bem visto. Uma cristã britânica foi avisada que o seguro de seu carro poderia ser cancelado caso os adesivos sobre Jesus não fossem retirados.

Wena Parry, 75, obreira da Igreja Congregacional Independente em South Wales, colou em seu carro a frase “Cristo é o meu Senhor”, e recebeu uma carta de notificação da empresa de seguros Insurance Age afirmando que sua apólice de seguro estava sendo violada.

[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×300/smart/media.guiame.com.br/archives/2015/02/04/1313282848-adesivo-jesus.jpg[/img]”A cada oportunidade, quero dizer às pessoas sobre Jesus. Eu acho que pelo menos um milhão de pessoas já leram os textos no meu carro e ninguém teve problemas com ele antes”, disse Parry. “Mas, pode haver alguém dentro dessa empresa que odeia o cristianismo”.

Embora Parry pense que possa haver um ‘motivo religioso’ por trás da carta, a Insurance Age nega, e explica que eles simplesmente preferem que seus clientes os informem sobre as modificações em seus veículos. “A situação não está relacionada com a natureza cristã de seus adesivos”, disse o porta-voz da empresa.

A empresa afirmou ainda que mesmo se Parry tivesse informado a Insurance Age sobre os adesivos no momento em que fechou o contrato, seu seguro teria sido rejeitado. “Apesar de todos os proprietários de carros terem o direito de expressão no lugar que quiserem em seus carros, gostaríamos de alertar a todos os motoristas para fecharem seus seguros cientes de quaisquer adesivos aplicados em seus carros”, disse o porta-voz da Insurance Age.

Antes de fechar um novo plano de seguro, Parry planeja perguntar se é ou não aceitável colocar adesivos relacionados a Jesus em seu veículo, sem ter que temer a perda da cobertura.

[b]Fonte: Guia-me[/b]