10 pessoas foram feridas em um atentando com bombas em Jos, no centro da Nigéria. Joshua Dabo, um cristão, foi morto após o ataque.

Joshua Dabo, assim como outros jovens cristãos na cidade de Jos, cidade central da Nigéria, tinham sonhos para suas vidas. Joshua tinha se formado em uma escola cristã e estava realmente ansioso para começar a frequentar a universidade.

Além dos estudos, ele participava das reuniões na Igreja Batista em Nasara Tiji, que fica próxima a Universidade de Jos. Dabo montou uma barbearia para poder ganhar a renda suficiente para sua admissão na faculdade. Ele era um grande fã de futebol.

Como gostava de futebol, ele pagou para assistir a um jogo na TV de um restaurante ao ar livre na noite de sábado, 10 de dezembro. Poucos minutos que o jogo começou, uma bomba explodiu.

“Foi chocante para mim”, disse o proprietário do estabelecimento que pertence a Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN). “Eu vi Joshua Dabo decapitado na minha frente. Eu nunca havia visto uma coisa dessas.”

Dabo foi fatalmente ferido em uma das três explosões que ocorreram em locais que estava se transmitindo o jogo de futebol. Pelo menos dez pessoas ficaram feridas nas explosões, sendo quatro em estado grave e duas em coma.

Danladi Dabo, irmão mais velho de Joshua e também membro da Igreja Batista, disse que ele estava em casa quando ouviu as explosões. “Sabíamos que Joshua gostava de futebol, então fui até o lugar onde ele estava assistindo, e meus medos se confirmaram ao ver o que aconteceu”.

“Eu estava atordoado com a explosão, mas continuei correndo porque queria saber se havia acontecido alguma coisa com meu irmão. Chegando lá encontrei o corpo do meu irmão sem cabeça, fiquei extremamente chocado”, disse Danladi.

Danladi ainda disse que os cristãos em Jos estenderam as mãos para seus vizinhos muçulmanos, mas ele disse que o que realmente parece é que os muçulmanos não tem interesse em manter uma relação pacífica com os cristãos.

[b]Fonte: Compass Direct por Missão Portas Abertas[/b]