Preso lendo a Bíblia na cadeia
Preso lendo a Bíblia na cadeia

Um cristão argelino condenado a uma sentença de prisão e multa por carregar uma Bíblia e itens cristãos foi absolvido.

Idir Hamdad, de 29 anos, foi sentenciado em setembro de 2017, quando recebeu a pena máxima de seis meses de prisão e uma multa de aproximadamente R$ 680.

Porém, em 3 de maio, um tribunal no distrito de Dar El Beïda, a leste de Argel, anulou a sentença. A multa foi mantida com a alegação de “importação de produtos clandestinos”.

Hamdad, que participa do ministério infantil da igreja, foi detido em abril de 2016, no aeroporto da capital Argel, após voltar de um workshop no exterior.

Ao ser submetido a um longo interrogatório policial, ele foi acusado de carregar na mala alguns presentes com mensagens cristãs, como porta-chaves e lenços.

No último dia 9 de julho, o tribunal retirou as acusações feitas. No veredito, a corte alegou que ele havia sido processado simplesmente porque se converteu ao cristianismo e que carregava apenas presentes.

Hamdad recebeu absolvição total e teve as despesas e custos relacionados ao processo pagos pelo tesouro público. “Estou feliz por finalmente estar livre”, contou.

O pastor da igreja, Salah Chalah, ficou feliz com o veredito e disse ter sido resultado da mobilização de amigos e irmãos por meio de orações e pressões diplomáticas. “Porém, isso não significa que todos nossos problemas estão resolvidos”, afirmou Chalah.

Igrejas e cristãos na Argélia têm enfrentado um aumento na perseguição pelo governo nos últimos meses. Outros cristãos foram presos por carregarem Bíblias e literatura cristã e igrejas fechadas. A Igreja Perseguida na Argélia e os cristãos precisam das orações.

Fonte: Missão Portas Abertas