O presidente do Conselho de Igrejas de Cuba (CIC), reverendo Marcial Miguel Hernández, disse que cristãos da Ilha estão comovidos com a tragédia que se abateu sobre o Haiti e pediu para que orem pelas famílias atingidas pelo desastre nacional.

Como organismo facilitador da fraternidade entre diferentes denominações cristãs, “estamos conclamando todas as igrejas para que se somem na intercessão pelo Haiti, para que essa tragédia passe logo e possa erguer-se a esperança de uma nação que sofre os maiores níveis de pobreza. Ela precisa, agora mais do que nunca, da nossa ajuda e intercessão”, disse Hernández.

Cuba tem experiência em situações emergenciais, porque seu território é área de passagem de ciclones e furacões, lembrou.

Na avaliação do presidente do CIC, a desigualdade social, a pobreza e a injustiça que têm acometido o sofrido povo haitiano recrudescem ainda mais o quadro trágico no país.

Ele apelou às nações do mundo, especialmente do Primeiro Mundo, para que contribuam com o Haiti, “não para mitigar a dor e as perdas provocadas pelo terremoto, mas encarem o momento como a oportunidade para contribuir à verdadeira reconstrução de Haiti e seu desenvolvimento humano e social”.

Fonte: ALC