A situação da igreja e dos cristãos em Gaza está piorando. Militantes extremistas islâmicos têm criado uma situação de perseguição que beira à anarquia. Tudo o que é considerado contrário à visão do islã é combatido com violência.

O grupo “Espada do islã” tem enviado cartas com ameaças de morte para apresentadoras de televisão da Palestina. “Nós cortaremos as suas gargantas, veia por veia, se preciso, para proteger a moral desta nação”, dizia um comunicado do grupo enviado por email para diversas agências de notícias no último dia 1º de junho.

Recentemente, uma loja da Sociedade Bíblica foi bombardeada pelo mesmo grupo. Todas as organizações cristãs são alvos potenciais. Isso ficou claro porque os extremistas começaram a procurar igrejas e crentes ativos em Gaza. Nossos irmãos estão sendo ameaçados. Grupos radicais atuam de modo semelhante em West Bank.

Medo sob controle

Diversas fontes confirmaram o clima de tensão criado pelos militantes muçulmanos na sociedade. Eles dizem que os crentes, em especial os ex-muçulmanos, temem serem descobertos e mortos pelos extremistas. Muitos não têm coragem de fazer contato com os demais cristãos. O medo tenta se arraigar por todo o lugar.

Situação de Guerra

A pressão vem de todos os lados. Há uma luta sendo travada entre grupos palestinos. O exército israelense tem bombardeado lugares em que considera haver algum envolvimento com atividades terroristas. Em ambos os casos, todas as pessoas que estão no lugar e na hora errados acabam sob o risco de serem mortas. A estrutura econômica e social está totalmente falida.

Oração

Ore pelos cristãos perseguidos de Gaza. Peça para que Deus os proteja, dê sabedoria e encorajamento. Ore para que eles não sejam controlados pelo medo, mas pelo perdão e amor do Senhor junto de seus vizinhos. Ore pelo fim da tensão política na região e para que Gaza tenha um governo capaz de prosperar todas as igrejas. Ore especialmente pelas crianças que vivem nessa situação de conflito.

Fonte: Portas Abertas