Sete famílias cristãs da comunidade indígena Arhuaco, na cidade de Santa Marta, foram deslocadas pelas autoridades tradicionais porque se recusaram a renunciar à sua fé em Jesus.

Após serem obrigados a abandonar suas casas, eles chegaram a um lugar onde outras 23 famílias desabrigadas vivem. Essas pessoas foram expulsas de suas terras em 2011, porque, assim como eles, escolheram se tornar cristãs e obedecer aos mandamentos de Jesus.

Entre essas 30 famílias há quase 300 pessoas, incluindo 150 crianças, 20 idosos e 10 mulheres que foram deixadas por seus maridos quando decidiram seguir Jesus. Todos têm exigido atenção médica porque estão doentes devido às condições que estão sendo obrigados a viver.

A Portas Abertas falou com uma cristã local; ela afirmou que as autoridades pressionam os jovens a renunciar à sua fé em troca de dinheiro. Ore por esses irmãos, para que sua confiança, fé e esperança no Senhor sejam fortalecidas e Deus os proteja dos perigos e ameaças.

[b]Fonte: Portas Abertas Internacional[/b]