Durante este Natal, cristãos em diversas situações e partes do partes do mundo celebraram o nascimento de Cristo. Muitos, entretanto, em situações adversas compartilharam o momento de tristeza com alegria.

Em Nova Jersey, Estados Unidos, um grupo de cristãos da Indonésia esqueceram temporariamente a situação de risco de deportação ao seu país, onde sofreram antes grande perseguiçã religiosa.

Segundo o ABC News, tais cristãos vieram do país com a maior população muçulmana do mundo depois de sofrer ataques de muçulmanos, da onde de violência surgida no país com a caída do ditador Suharto em 1998.

Eles, que estão alojados atualmente no santuário da Igreja Reformada de Highland Park, foram perseguidos em seu país por sua fé e por serem ancestros de chineses.

Yana Pangemanan, cristã e descendente de chinês, foi capaz de fugir de seu país depois de uma dramática carona até o aeroporto.

Com grupos querendo atacá-la, ela foi protegida pelo motorista que afirmou que ela era sua irmã e escondeu também a sua fé cristã.

Segundo Pangemanan, a vila chinesa de Jakarta foi queimada e diversas mulheres chinesas foram estupradas.

Ela deixou para traz sua mãe e filho que nunca mais teve notícias desde então.

Apesar da perseguição, a Indonésia apresenta uma das minorias cristãs que mais crescem na Ásia.

Segundo o censo nacional de 2000, cerca de 9% da população é cristã, com um crescimento de 2,5%, um crescimento superior ao crescimento de 1,9% para a população muçulmana.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]