Um grupo de ajuda humanitária que trabalha para proteger a Igreja Perseguida em diversos lugares do mundo afirma que a morte de Osama Bin Laden pode provocar atos de violência contra os cristãos.

Quando souberam da morte de Osama Bin Laden, os cristãos no norte da Nigéria fugiram para as bases policiais e militares, implorando para que os oficiais os protegessem. Os cristãos temem que as cidades que são governadas por muçulmanos radicais possam atacá-los. Jonathan Racho, diretor da organização International Christian Concern, diz que tais ataques são possíveis.

“O fato é que quando os muçulmanos radicais já estão enfurecidos por causa das ações do Ocidente, eles se manifestam contra os cristãos, pois acreditam que são agentes do Ocidente. Já aconteceu isso no passado. Eles sempre atacam os cristãos”, afirma Jonathan Racho.

Os oficiais da Nigéria, um país formado por cristãos e muçulmanos, conversaram com os cristãos durante horas, tentando convencê-los de que poderiam ir para casa em segurança.

“Estou feliz porque nada aconteceu até agora, e esperamos e oramos para que não haja nenhuma retaliação.”

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]