A Mauritânia é um dos países mais restritos do mundo ao evangelho, atualmente ocupa a 14º posição na Classificação de Países por Perseguição da Portas Abertas

A população muçulmana da Mauritânia está em alvoroço sobre uma suposta queima do Alcorão em 27 de abril, logo após as orações islâmicas.

De acordo com a Voz dos Mártires, Canadá (VCM), os manifestantes muçulmanos afirmam que outros livros islâmicos também foram queimados e cópias do Evangelho foram distribuídos no evento, colocando a culpa do incidente nos cristãos.

O governo da Mauritânia foi acionado para investigar a participação dos cristãos nesse episódio. Localizada na África Ocidental, a Mauritânia utiliza a lei islâmica (Sharia) em sua legislação, e muitas vezes a queima de um Alcorão é punida com prisões ou pena de morte.

Infelizmente, como um dos países mais restritos do mundo ao evangelho, a Mauritânia não tem um bom histórico de tratamento justo aos cristãos.

Os cristãos da Mauritânia sofrem com prisões, espancamentos, e são expulsos de famílias ou tribos para causa de sua fé. Missionários suspeitos de tentar converter muçulmanos, foram perseguidos, interrogados, presos, expulsos do país, e até mesmo assassinados.

Em 2009 um cristão expatriado foi morto por terroristas muçulmanos, o que levou muitos cristãos estrangeiros a fugirem do país.

A Mauritânia tem uma população de mais de 3 milhões, os cristãos representam apenas 0, 25% dessa população, e os muçulmanos 99,75%. A maioria da população dos cristãos do país são ex-muçulmanos.

Pedidos de oração

• Por favor, orem para que os cristãos da Mauritânia, dêem bom testemunho, de modo que os muçulmanos se aproximem de Cristo.

• Ore para que os funcionários do governo tratem os cristãos de forma mais justa.

• Ore pela expansão do Evangelho no país.

[b]Fonte: Missão Portas Abertas[/b]