Em 25 de agosto, a prefeitura da cidade de Donphai, província de Attapue, intimou o líder de uma igreja doméstica por ter desobedecido a ordem municipal de que “todas as atividades na cidade, incluindo os cultos da igreja, deveriam parar durante o período no qual eram conduzidos rituais de adoração aos espíritos”.

Alguns cristãos da cidade haviam realizado um culto na casa de um cristão no domingo, dia 24 de agosto de 2008.

Os cristãos, entretanto, estavam exercendo o direito de liberdade de culto, e o fizeram dominicalmente, no mesmo horário e no mesmo lugar que estavam acostumados a se reunir. Como resultado, a igreja foi penalizada em 700 mil kips laosianos (81 dólares), um porco, e uma garrafa de saquê. Além disso, se qualquer pessoa da cidade ficar doente por causa de algum espírito maligno, a igreja ficará responsável por ela. Se a igreja decidir não pagar a multa, a prefeitura disse que tomaria medidas mais duras contra a ela.

Até o presente momento, os cristãos da cidade de Donphai não pagaram a multa exigida pela autoridade na cidade. E além do mais, decidiram continuar a reunião aos domingos como uma maneira de demonstrar sua liberdade de religião, que é expressamente garantida pela Constituição de Laos.

Fonte: Folha Online