A presidente eleita da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, formulou nesta quarta-feira um convite ao Papa Bento XVI para que visite o país no próximo ano.

O convite foi feito pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, que foi recebido ontem na sede do Executivo argentino pelo presidente Néstor Kirchner e sua esposa, que assumirá o Governo no dia 10 de dezembro.

Após o encontro, Bertone confirmou em coletiva que o Papa foi convidado a visitar o país em 2008, aniversário de 30 anos da gestão do cardeal Antonio Samoré, enviado por João Paulo II para evitar uma guerra entre Chile e Argentina.

Graças a essa gestão em 1978, os dois países assinaram sete anos depois um tratado de paz que pôs fim ao conflito pela soberania do Canal de Beagle.

Bertone agradeceu pelo convite, mas não pôde antecipar se será possível uma viagem de Bento XVI à Argentina no próximo ano.

No entanto, o número dois do Vaticano expressou seu desejo de que Cristina Fernández “leve a Argentina para cima”.

“O presidente (Néstor Kirchner) sempre diz que levou seu povo do inferno ao purgatório. Desejo que a presidente (eleita) o leve para cima com a colaboração de todos”, assinalou o cardeal.

Bertone chegou na sexta-feira passada à Argentina para presidir no domingo a cerimônia de beatificação do mapuche argentino Ceferino Namuncurá, no sul do país.

Fonte: EFE