A Igreja o Bom Pastor, em Austin, Texas, lembrou, em culto memorial oficiado na quarta-feira, 25, a morte do pastor presbiteriano, teólogo e ativista Jorge Lara-Braud, 77 anos, falecido no domingo, 22.

Lara-Brad foi pároco da Igreja O Bom Pastor por muitos anos. Ele dedicou a vida a ajudar marginalizados e oprimidos. O pastor sofreu queda nas proximidades de sua casa, em Austin, o que deteriorou ainda mais sua saúde, já comprometida nos últimos a anos por causa de um Parkinson.

Nascido na Cidade do México, Lara-Braud estudou na Escola Panamericana de Kingsville, Texas, vinculada à Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA, a sigla em inglês).

Em meados da década de 60, fundou o Instituto Hispano Americano no Seminário Teológico de Austin, Texas. Mais tarde, foi decano no Seminário Teológico Presbiteriano do México, ensinou teologia e cultura no Seminário de São Francisco e foi diretor de Fé e Ordem do Conselho Nacional de Igrejas dos EUA.

Em 1964, publicou, junto com William Wonderly, a obra “Assim somos evangélicos?”, um estudo socioeclesiástico pioneiro sobre as atitudes dos crentes evangélicos no México.

O coração de Lara-Braud sempre esteve com os pobres e junto às comunidades onde eles vivem e lutam pela sobrevivência. Ele chamava o local onde está localizada a Igreja O Bom Pastor de “esquina da compaixão”.

Lara-Braud foi amigo muito próximo do bispo salvadorenho Óscar Arnulfo Romero. Ele era casado com Gretchen Lara Shartle. O casal teve um filho.

Fonte: ALC