“Quem é que vai pagar essa gastança irresponsável do Ministério da Educação?”, questionou o presidente do DEM.

O presidente nacional do DEM, senador José Agripino, disse nesta quinta-feira que o partido vai propor ações judiciais com o objetivo de devolver à União os gastos correspondentes à elaboração e distribuição do kit anti-homofobia do Ministério da Educação.

“Vamos acionar o ministério para que sejam devolvidos aos cofres públicos todo dinheiro gasto com material que a própria presidente Dilma mandou recolher por impropriedade”, disse, durante reunião da executiva do partido.

Ontem (25), Dilma determinou a suspensão da produção e distribuição do kit e definiu que todo material do governo que se refira a “costumes” passe por uma consulta aos setores interessados da sociedade antes de serem publicados ou divulgados.

“Quem é que vai pagar essa gastança irresponsável do Ministério da Educação? Quem faz oposição tem a obrigação de fiscalizar e fiscalizar é cobrar o dinheiro gasto impunemente”, afirmou Agripino.

[b]Fonte: Folha Online[/b]