O ex-padre católico Alberto Cutié, 40, famoso na região de Miami, nos Estados Unidos, se casou nesta quarta-feira com a guatemalteca Ruhama Buni Canellis, 35, a protagonista do flagra que o obrigou a largar a batina.

Em maio passado, a revista de fofocas “TVNotas USA” publicou fotos nas quais o então padre católico aparecia beijando a guatemalteca na boca, deitado na areia. Poucas semanas depois, já distante da Igreja Católica, Cutié anunciou que tinha se convertido à Igreja Episcopal, onde poderia dar continuidade à sua vida religiosa, sem a obrigação do celibato.

Na época da revelação do caso amoroso, Cutié tinha uma forte presença na mídia, com um programa na TV a cabo, uma coluna semanal no jornal “El Nuevo Herald” e outro programa na Rádio Paz, emissora católica da qual era diretor. O “padre Alberto”, como é chamado na região de Miami, nasceu em Porto Rico, mas é de uma família cubana.

Cutié e a guatemalteca se casaram em um tribunal civil de Coral Gables, cidade vizinha de Miami, segundo a edição on-line do “El Nuevo Herald”.

Fonte: Folha online