A deputada Jandira Feghali (PCdoB- RJ) desenterrou um projeto de lei que visa limitar a programação religiosa na TV.

O projeto é de 1991 e determina que as emissoras regionais só podem permitir que 20% da grade seja ocupada por programas religiosos. O mesmo texto pede 5% do horário das emissoras para o Fundo Nacional de Cultura para redes comunitárias de rádio e TV.

[img align=left width=300]http://noticias.gospelprime.com.br/files/2015/05/xjandira-feghali-300×200.jpg.pagespeed.ic.yqjF7mvncX.jpg[/img]A atitude da deputada comunista levanta polêmica, pois há muitas emissoras que só sobrevivem por conta dos valores milionários recebidos de igrejas que mantêm programas na TV.

O projeto de lei estava arquivado no Senado depois de passar duas décadas em discussões. As emissoras de TV provavelmente se posicionarão contra a proposta, e como muitos deputados estão ligados a essas empresas o debate promete se estender até que o texto seja votado.

Por outro lado, o texto reapresentado por Jandira vai ao encontro de ações do Ministério Público que tem tentado provar que a locação de horários das emissoras de rádio e TV é ilegal. Já há ações que investigam o arrendamento do canal CNT e Rede 21 para a Igreja Universal do Reino de Deus que transmite nessas emissoras programações diárias que duram 22 horas.

[b]Fonte: Gospel Prime[/b]