“Essa marcha da maconha é uma deliberação do diabo”. A frase foi dita pelo deputado estadual da Paraíba, Nivaldo Manoel (PPS), durante discurso para um plenário quase vazio da Assembléia Legislativa.

No momento da fala do evangélico, apenas dois deputados estavam na assistência: Leonardo Gadelha(PSB) e Manoel Ludgério (PDT), que presidia a sessão.

“É uma deliberação do diabo para fazer com que as pessoas continuem se corrompendo cada vez mais”, acrescentou Nivaldo, que apontou várias doenças provocadas pelo consumo da droga: “São pessoas com problemas do coração, rins, crises nervosas e outras dezenas de enfermidades provocadas pela maconha”.

O deputado condenou ainda o consumo do álcool e o tabaco. Para ele, contudo, o pior vício dentre esses seria o uso da cannabis sativa: “Eu sou contra, radicalmente contra, oficializar o consumo da maconha, em pleno século 21”.

Ainda segundo o deputado, que é seguidor da igreja Evangélica Assembléia de Deus, a Marcha da Maconha, programada para ocorrer no dia 4 de maio na orla marítima de João Pessoa trará “muitos malefícios para a sociedade porque marcha se faz para mostrar o poder de Deus”, concluiu.

Fonte: Paraíba Online