Deus irá acelerar o fim do “império” norte-americano antes do fim da revolução cubana fundada por Fidel Castro, disse nesta quarta-feira o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, em uma nova troca de declarações com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

Chávez, cuja aliança com Castro inclui a venda de petróleo para Cuba em condições preferenciais, reclamou que Bush tenha pedido a Deus para acelerar o fim do sofrimento dos cubanos.

“Se Deus vai acelerar algo, já está acelerando, Mister Bush. Sabe o quê? O fim do império norte-americano”, disse durante um evento televisionado com estudantes de medicina de vários países, aos quais pediu uma “grande vaia” para Bush.

O presidente cubano, Raúl Castro, iniciou uma tímida abertura em algumas áreas desde que assumiu o poder na ilha, depois do afastamento por doença de seu irmão.

Apesar de contínuos enfrentamentos verbais, Venezuela e Estados Unidos mantêm vigorosas relações econômicas.

Entretanto, Chávez se queixa de um “insustentável” modelo consumista da América do Norte que poderia acabar com a vida na terra.

“Graças a Deus, ao Deus dos povos, ao Deus dos oprimidos, ao Deus dos explorados… o modelo norte-americano segue e seguirá em declínio, mas antes que caia o império, terminará o mandato de Bush, que encheu o mundo de terrorismo, miséria, morte e fome”, disse Chávez.

O presidente da Venezuela citou declarações feitas por Bush horas antes, quando o presidente norte-americano autorizou o envio de celulares à ilha de Cuba, uma medida que deveria ser aceita pelo governo cubano, segundo uma nova regulamentação.

“O mundo agradece a Deus, pois agora ‘you mister Bush, go home, go home, finish”‘, disse, em inglês, referindo-se ao fim do mandato de Bush, cujo substituto será eleito em novembro.

Fonte: Globo Online