A Associação de Ajuda à China informou que a polícia da cidade de Nanyang, província de Henan, invadiu no dia 6 de março um estudo bíblico no distrito de Wancheng. Foram detidos 34 líderes cristãos chineses e mais três líderes cristãos da Coréia do Sul. Todos foram levados à delegacia para serem interrogados.

Segundo testemunhas, a invasão aconteceu por volta das 14 horas (3 horas da manhã do dia 6, no horário de Brasília). Os líderes cristãos da Aliança Chinesa de Igrejas Não Registradas realizavam seu estudo bíblico com três pastores da Coréia do Sul.

A Aliança Chinesa de Igrejas Não Registradas serve muitas igrejas não registradas que passam por necessidade por sua fé em Jesus Cristo. O trabalho da Associação inclui: treinamento bíblico, construção de templos, criação de orfanatos, adoção de crianças de rua, cuidado de idosos, aulas de alfabetização, direção de jardins de infância, trabalhos missionários com grupos minoritários do país, assistência a refugiados norte-coreanos, provisão de aconselhamento e assistência legal aos irmãos perseguidos.

Os policiais do Comitê de Segurança Pública da cidade de Nanyang invadiram a igreja, que também é a casa do pastor Dong Quanyu, vice-presidente da Aliança Chinesa.

Segundo Bob Fu, presidente da Associação de Ajuda à China, os líderes ainda estão presos.

Fonte: Portas Abertas