Os dias 9 e 10 de março de 2007, na casa de shows Via Funchal (SP), foram marcados pela gravação do DVD em comemoração dos 10 anos do ministério Diante do Trono.

Embalados pelas nove canções temas dos CDs que compõem a série Diante do Trono (incluindo uma música inédita e também as imperdíveis “Manancial” e “Tempo de Festa”), todos puderam atender ao convite feito por Ana Paula e fazer uma viagem ao passado.

Um dos pontos fortes foi o momento onde Ana Paula começou a relembrar o início do ministério, citando as pessoas “desconhecidas” ao público que ajudaram a formar hoje o que é um dos maiores grupos de louvor do Brasil. O grupo de dança também mostrou grande impacto em todas as músicas, mostrando uma grande criatividade artística.

Confira abaixo nota do Ministério Diante do Trono:

Existem algumas coisas que são inesquecíveis: o nascimento de um filho, o dia do casamento, a noite da formatura, o encontro com Jesus. Para nós, do Diante do Trono, inesquecíveis foram as duas noites de comemoração dos 10 anos da nossa história. Não há outra palavra, expressão ou sequer sentimento que não seja definido por uma única palavra: GRATIDÃO.

Os dias 9 e 10 de março, no Via Funchal, foram dádivas do céu para nos lembrar de quem somos, de onde viemos e para onde vamos. E essas três certezas possuem um elemento comum: a misericórdia de Deus. Foi a graça do Senhor que nos uniu como ministério, que nos levantou em Belo Horizonte e que nos tem levado aonde vamos; e certamente, sem a misericórdia divina, nunca chegaríamos até aqui.

Embalados pelas nove canções temas dos CDs que compõem a série Diante do Trono (incluindo uma inédita, além das imperdíveis Manancial e Tempo de Festa), todos puderam atender ao convite feito por Ana Paula e fazer uma viagem ao passado. Se as músicas compostas por ela representam aquilo que as pessoas sempre quiseram dizer, mas não conseguem, esse momento se tornou um resgate pessoal da história de cada um. Essas 13 canções (e tantas outras) significam muito não só àqueles que participaram das gravações, mas para todos que fizeram delas seus hinos pessoais em diversos momentos de suas vidas.

No cenário, as cidades que já foram palco das gravações foram ilustradas de uma forma belíssima. Representando Belo Horizonte, um dos famosos prédios de Oscar Niemeyer, o Congresso e o Senado identificam Brasília, São Paulo é retratada pelo MASP, Salvador pelo Pelourinho, Porto Alegre é identificada pelo monumento do Laçador e o Teatro da Paz mostra Belém. Cada cidade tem para nós um significado especial, onde através das gravações Deus trouxe um novo entendimento da Palavra, mais intimidade com Ele, e novas experiências.

No palco, além dos instrumentos de base, cantores e dançarinos (que incluíram as participações especiais dos bailarinos clássicos André Valadão – sobrinho do Pr. Márcio – e Carla Amâncio), uma sessão de cordas completa, com 21 músicos convidados, incluindo violinos, violas, cellos e contrabaixo. Foi a primeira vez que o DT reuniu em um mesmo palco toda essa estrutura, digna de uma comemoração desse porte.

Tudo isso colaborou para uma atmosfera densa de adoração. Não faltaram espontâneos e participação do público. Aliás, por ter acontecido em um teatro fechado, tudo ficou mais próximo, real, intenso. Ali, quase face a face, foi possível sentir o que Deus estava fazendo na vida de cada pessoa, contemplando o agir do Senhor de uma forma única.

Na música inédita composta pela Ana Paula, renovamos o nosso compromisso como pessoas e grupo com o Senhor, cantando: “O tempo passou, e não apagou o meu amor por Ti. Cada vez mais posso dizer que sou teu. Minha entrega a Ti, Senhor, se fortalece. Tudo o que tenho e sou eu devo a Ti”. Ela ainda fez questão de reiterar em diversos momentos que a trajetória do DT não acaba por aqui. “Se o Senhor nos quiser por mais 10 anos, estamos dispostos!”. Ao final, Ana ainda relembrou com o nosso maestro Sérgio Gomes, sobre a primeira vez em que ela cantou uma música para ele, no porão de uma casa nos Estados Unidos, durante uma viagem. Ali o Sérgio “tirou” a primeira canção no piano, enquanto ainda vinha sobre eles o pensamento: Seria possível fazer algo com aquelas músicas tão simples? Hoje, 10 anos depois, se pode responder a essa pergunta: sim. Não nós, mas o Senhor. Ele é o único capaz de trazer à realidade sonhos, de prover recursos, de capacitar.

Para nós, esses dois dias, retrataram a graça e a fidelidade de Deus de uma forma única, a começar pela forma como eles foram organizados. Fomos convidados por dois parceiros especiais, Césio Lima e Alessandro Cuevas – da LPL Lighting, a comemorar essa data marcante, ministrando pela primeira vez no Brasil em um teatro. Tivemos a alegria de servir em um evento organizado por outras pessoas, sendo também convidados para a nossa própria grande festa.

Ao chegar até aqui não podemos também nos esquecer de cada parceiro de caminhada que andou conosco. Aos preciosos irmãos que integraram ao longo da história o Diante do Trono, ao grupo que hoje faz parte, à nossa amada Igreja Batista da Lagoinha, aos pastores de diversas igrejas que nos apoiaram, aos ministérios de louvor que entenderam a nossa visão e cantam as nossas músicas, à você que se esforçou para comparecer aos nossos ajuntamentos e gravações, a todos que compram os nossos produtos originais e colaboram para que essa visão se cumpra. Amando a Cristo e sem esquecer a nossa missão, chegamos até aqui, mas acima de tudo continuamos prosseguindo para o alvo, adorando até os confins da Terra.

Ao Senhor, somente, seja dada toda honra e toda glória, para sempre.

No amor de Cristo,

Ministério de Louvor Diante do Trono

Fonte: Diante do Trono