Copenhague e outras cidades dinamarquesas foram alvo na noite passada e na madrugada de hoje de vários ataques incendiários que a Polícia atribuiu a jovens que protestavam violentamente contra a publicação de charges de Maomé por parte dos meios de comunicação locais.

Após assinalar que os agentes realizaram algumas detenções, um porta-voz policial explicou que os autores dos atentados incendiaram vários veículos e contêineres de lixo e provocaram um incêndio num colégio em um bairro da periferia da capital dinamarquesa.

Acrescentou que os detidos têm entre 15 e 18 anos e são imigrantes procedentes de países em desenvolvimento.

A Polícia destacou que já existia uma situação conflituosa entre jovens imigrantes e as forças de segurança, que aumentou após a recente detenção de três homens que planejavam um atentado contra um dos cartunistas dinamarqueses que criaram charges de Maomé.

Um dia depois da detenção dos três homens, todos os jornais dinamarqueses voltaram a publicar a polêmica charge de Kurt Westergaard, na qual Maomé possui uma bomba em seu turbante.

Fonte: EFE