A Síntese de Indicadores Sociais divulgada nesta sexta-feira, 28 de setembro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que crescem o número de casamentos e o de divórcios.

O total de casamentos realizados no país vem crescendo. Entre 2004 e 2005, por exemplo, o crescimento foi de 3,6%.

O levantamento traz considerações sobre os divórcios, que em 2005 cresceram 7,4% em relação ao ano anterior.

A maior parte dos casos em que essas dissoluções ocorreram de forma não-consensual foi motivada por condutas de violação do casamento, como a prática da violência doméstica, e requeridas por mulheres (45%).

De acordo com o estudo, existe diferença entre os gêneros no registro das uniões principalmente na faixa etária mais elevada.

Os idosos, homens com 60 anos ou mais, casam-se quatro vezes mais que as mulheres nessa mesma faixa etária. Enquanto a taxa de nupcialidade legal para elas é de 0,8%, para eles é de 3,3%.

Outra tendência confirmada pelo estudo é a hegemonia das mulheres na guarda dos filhos menores. De cada dez casos, em nove a responsabilidade foi concedida às mulheres.

Fonte: Agência Brasil