Cristãos na República Centro-Africana
Cristãos na República Centro-Africana

A agência cristã de notícias Fides reportou a morte de dois líderes da igreja e outros dez cristãos em ataques da União Pela Paz (UPC) na República Centro-Africana.

O grupo é uma facção do Séléka e é formado principalmente por pastores de cabras fulanis. No dia 19 de março, confrontos entre o UPC e o grupo anti-Balaka na cidade de Seko deixou doze membros do UPC mortos e dois feridos.

Em represália, o UPC respondeu atacando igrejas e cristãos da área no dia 21 de março. Eles mataram o pastor Pierre Ndezou, 47, da Igreja Batista Yalede, em Tagbala.

Os agressores também mataram Joseph-Desiré Angbabata, líder de outra igreja cristã em Seko. Entre os mortos está o diretor de uma escola pública.

As milícias também saquearam a igreja que o pastor Ndezou liderava, e outras duas igrejas locais.

Eles também queimaram mais de 100 casas com telhado de sapé. A maioria dos mortos foi enterrada no mesmo dia.

A violência fez com que a maioria das pessoas fugissem, inclusive a esposa do pastor Ndezou, Joshephine, e seus seis filhos, que estão abrigados com parentes.

Fonte: Missão Portas Abertas